Logo do Centro Cultural Bom Jardim

CONHEÇA OS PROFESSORES QUE MINISTRARÃO OS MÓDULOS DA 2ª CHAMADA DE CURSOS BÁSICOS DO CCBJ

26/08/2021

A Escola de Cultura e Artes (ECA/CCBJ), divulga os professores que ministrarão os cursos da segunda chamada dos cursos básicos.

A Escola de Cultura e Artes do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (SECULT/CE), gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), divulga os professores que ministrarão os cursos da segunda chamada dos cursos básicos. Confira abaixo a minibio de cada professor e a disciplina pela qual ele estará responsável.

Para saber mais sobre cada curso disponibilizado, como pré-requisitos e ementa, clique aqui e acesse o ANEXO III – ESPECIFICAÇÕES DOS CURSOS.

Para realizar sua inscrição, clique aqui.

Para ler a chamada completa e conhecer o cronograma, clique aqui.

Bárbara Cabeça: É graduada em Cinema e Audiovisual pela UFC. Foi roteirista participante do Laboratório de Roteiro do Porto Iracema das Artes em 2019. Trabalhou na produção e assistência de direção do longa-metragem de terror Cantos dos Ossos de Jorge Polo e Petrus de Bairros. Em 2021, Bárbara foi professora na Oficina de Roteiro para Pessoas Trans juntamente com Noá Bonoba, em que ministraram aulas online para mais de 80 pessoas. Também trabalhou como professora da Oficina de Criação de Projetos Audiovisuais, no Extensivo em Audiovisual do CCBJ.

Noá Bonoba: É travesti, atriz, roteirista, cineasta, preparadora de elenco, dramaturga, Doutoranda pelo PPGCOM – UFC, professora formada pelo curso de Licenciatura em Teatro do Instituto Federal do Ceará, escritora/pesquisadora Mestra em Artes pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Ceará, curadora da Tomada LBT, integrante da V Turma da Escola de Audiovisual da Vila das Artes.

Kiko Alves: militante da movimento negro e LGBTQIA+, jornalista, pesquisador, realizador, professor e produtor audiovisual, coordenador do Projeto “A Invenção do Lugar”. Entre 2006 e 2012 trabalhou em comunidades quilombolas no estado em especial na comunidade de Queimadas em Crateús com ações em audiovisual, na qual sistematizou um método de ensino de imagem com foco no cinema intitulado a Invenção do Lugar, que em 2011 foi reconhecido projeto Itaú Cultural na linha Rumos Itaú Cultural, Educação Cultura e Arte. Expandiu sua pesquisa em várias comunidades no Brasil, em especial a Comunidade da Mumbuca, na chapada do Jalapão. Atuou como professor audiovisual do Cuca Mondubim até 2017, CCBJ em 2018 com a experiências em rádios comunitárias, Ecoa em Sobral.

Neyliane Freitas: atua como professora de Tecnologia da Informação há mais de 12 anos, especialista em análise de dados utilizando as ferramentas Excel e Power Bi. Atualmente Fundadora e CEO da empresa Under_line e consultora de Análise de Dados em pequenas empresas.

Raisa Christina: é artista visual e escritora. Fez graduação e mestrado em Artes. Reside em Fortaleza, onde trabalha com ilustração, além de ministrar oficinas em desenho, pintura e arte contemporânea. É autora de “os lábios os braços os livros” (nadifúndio, 2019), “mensagens enviadas enquanto você estava desconectado” (Editora Substânsia, 2014) e co-autora do livro “DANZA” (nadifúndio, 2018). Integra a antologia poética “Uma pausa na luta”, organizada por Manoel Ricardo de Lima (Mórula Editorial, 2020), a “Antologia de contos LiteraturaBR” (Editora Moinhos, 2016), a quarta edição da revista “Para mamíferos” (2017) e a coletânea “As cidades e os desejos” (Editoria Aliás, 2018). Mantem a página na web corposonoro.tumblr.com. Colabora semanalmente com crônicas para o site bemditojor.com.

Gabura: Graduado em Audiovisual e Novas Mídias. Realiza trabalhos com Arte e Multimídia. Atua como Professor de Cultura Digital com ensino de Criação de Games, Robótica e Inclusão Digital. É Desenvolvedor de Games Hobbysta, Maker, Hacker e Jogador de Minecraft.

Carla Mara Henrique Silva Carla (Mestra Carla): foi iniciada na Capoeira em 1984, em Fortaleza. Mulher, mãe, militante feminista, mulher de axé. Está presidenta da Associação Zumbi Capoeira AZC é aluna de Luiz Carlos Silva, (Mestre Lula), orienta o coletivo de mulheres AZC e o coletivo Diversidade AZC – LGBTQIA+. Dirige coletivamente o Centro Cultural Mestre Lula.

Letícia Vasconcelos: Licenciada em Dança pela Universidade Federal do Ceará. Técnica em Dança pela Escola Porto Iracema das Artes. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Dança Contemporânea.

Doroteia Ferreira: dançarina a 15 anos, professora de dança a 13 anos, atriz e Coreógrafa no grupo Nóis de Teatro há nove anos, Intérprete-Criadora formada pelo Curso Técnico em Dança do Ceará. Formada em Educação Física pela Faculdade Estácio-CE (Estácio/ Fic)- 2016, Curso de Aperfeiçoamento de Formadores em Dança Cênica. Este projeto está sendo viabilizado através do VII Edital das Artes de Fortaleza – Secretaria da Cultura de Fortaleza – SECULTFOR -2019. Professora de dança Contemporânea no Centro Cultural do Bom Jardim. Ministra Oficina de dança Afro- Brasileira e teatro na área do bairro grande Bom Jardim. Brincante do Grupo boi pintado de Reisado há seis anos. Desde 2005 pesquisa o Corpo Acionado e o desconforto do Corpo-Urbano. Fundadora do Grupo de dança INDES (2012).

Mona Mendes: Professora, Cantora e Instrumentista na cidade de Fortaleza. Estudante de Música na Universidade Estadual do Ceará e formada em violão pelo Conservatório Alberto Nepomuceno. Participou de Festivais como: Festival Eleazar de Carvalho e Festival de Ibiapaba. Hoje atua como professora de Coral, violão, cavaquinho e Ukulele.

Theresa Rachel: é violonista, cantora e compositora cearense. Já teve o prazer de dividir sons com grandes mestres como Adelson Viana, Tarcísio Sardinha, Dominguinhos, Pantico Rocha, dentre outros, passeando por diversos gêneros da música brasileira, principalmente ligados ao samba e ao forró. Como compositora e intérprete, esteve entre os finalistas do II Festival da Música de Fortaleza, com a canção “Criança”. Atualmente ministra aulas de violão e desenvolve um trabalho ligado ao samba, intitulado “Samba da Theresa”, onde atua como cantora e violonista.

Flávia Soledade: é sapatão preta, percussionista, luthier, estudante de Licenciatura em Música pela Universidade Estadual do Ceará, regente e professora, Fundadora, regente e membro dos grupos Tambores de Safo ,Bloco Cola Velcro, Tambor Para Mulher  e Professoras do Samba.

Edivaldo Batista: Ator, Contador de Histórias, diretor, preparador de elenco, ministrante de cursos e oficinas para atores e estudantes de teatro. Formado em Artes Cênicas pelo IFCE (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará) em 2011. Prestou serviço de Monitor de Biblioteca pelo Instituto Dragão do Mar dentro das Atividades da Biblioteca do CCBJ em 2018; Em 2019 atou  como instrutor do curso de Teatro e Literatura para Crianças do Centro Cultural Bom Jardim e do Projeto PREAMAR do Porto Iracema das Artes. 

Edson Junior: é professor de Libras do CCBJ (Centro Cultural do Bom Jardim) há 1 ano. Licenciado em Letras Libras pelo UFC. Trabalha desenvolvendo os alunos no conhecimento sobre a Língua Brasileira de Sinais (Libras), permitindo que a utilize e possibilita a comunicação em Libras em diversos contextos sociais no CCBJ, na área de libras, como curso de libras básico e intermediário.

Compartilhar:

Categorias

Comentários

0 Comentários

  |   Deixe um comentário »

Deixe o seu comentário!