Logo do Centro Cultural Bom Jardim

CCBJ COMEMORA DIA DO ORGULHO LGBTQIA+ COM LIVE E REÚNE UM CONJUNTOS DE AÇÕES QUE FORTALECEM O MOVIMENTO

28/06/2021

Nessa corrente de atuação, o CCBJ vem realizando uma série de ações em prol do fortalecimento da pauta LGBTQIA+, através dos seus pilares Ação Cultural, Escola de Cultura e Artes e Núcleo de Articulação Técnica e Especializada/Narte.

O Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ), equipamento da Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Ceará (SECULT), gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), equipamento cultural de base periférica, tem como parte de suas diretrizes, o compromisso de incentivar e promover os direitos humanos e as ações de políticas afirmativas. Nessa corrente de atuação, o CCBJ vem realizando uma série de ações em prol do fortalecimento da pauta  LGBTQIA+, através dos seus pilares Ação Cultural, Escola de Cultura e Artes e Núcleo de Articulação Técnica e Especializada/Narte. 

Em 2020, o Centro investiu recursos e esforços para tais ações, veja a lista de atividades do ciclo 2020 em: Lista de ações 2020

Neste último ciclo, que compreendeu o período de janeiro de 2020 até março de 2021, o CCBJ promoveu 26 ações com pautas LGBTQIA+, beneficiando cerca de 1.500 pessoas, por meio de R$ 83.930,00 de investimentos, com recursos do Contrato de Gestão e do Fundo de Combate à Pobreza (FECOP).

Em junho de 2021, o CCBJ abriu inscrições até o dia 16/06 para a Chamada de Cursos Básicos, da Escola de Cultura e Artes CCBJ. Dentre os 24 cursos, o CCBJ ofertou um Curso Básico exclusivo ao público LGBTQIA++: “Princípios Básicos de Fotografia (turma LGBTQIA+)” – Curso voltado para estudos introdutórios da fotografia, em que a prática poderá se dar por celulares e outros objetos que se tenha em casa. Estudos da luz, noções de diafragma, obturador, ISO, fotometria, configurações e questões discursivas da imagem que possibilitem a expressão criativa e crítica por meio da fotografia. O curso recebeu 43 inscrições. Na ocasião, os alunos que seguirem os critérios do processo formativo receberão um incentivo de R$ 200,00 .

Além do apanhado de atividades que o equipamento vem realizando nos últimos tempos, algumas delas com acesso direto ao link das ações, o CCBJ também comemora o dia do orgulho LGBTQIA+ com a live NArTE EM PAUTA – ORGULHO LGBTQIA+ COM BATE-PAPO entre os artistas da nossa cidade: Alyne Ewelyn, Tiê Rocha, Ianca Agostinho, Giordana Frapiccini , Moacir Mansor, Bruna Iozzi D’Furtado (@alyneewelyn, Ianca e @giordanaf @moacirmansor @tie_rocha @brunoiozzy ), exibido dia 28/06, no canal do YouTube CCBJ, a partir das 19h.

A seguir, a lista  de atividades deste ciclo de 2021, que iniciou em maio e segue com as programações em junho.

Acompanhe

Programação LGBTQIA+ no CCBJ 

MAIO 

17 de maio – Dia internacional contra a homofobia, transfobia e homofobia é um dia de resistência para uma parcela da população. Ele lembra uma decisão tomada há 31 anos que mudou o modo de vida de pessoas LGBTQIA+ em todo o mundo.

🌈 Conteúdo Dia internacional contra a homofobia, transfobia e homofobia 

 Lista de programação LGBTQIA+ ciclo 2021

🌈 QUARTA LIVRE – PLAYLIST MOSTRA PELA VIDA: MESA “TRANSMÍDIA: CORPOS E DIVERSIDADES NAS ARTES”: https://youtu.be/B_keHcV2jg4   

🌈ARTICULAÇÃO COMUNITÁRIA – PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO: TRANSEXUALIDADE: https://youtu.be/28RY_13xDdQ   

Veja a agenda de programação para o mês de Junho:

Mês do orgulho LGBTQIA+

28 de Junho – Dia do orgulho LGBTQIA+ é um marco que se deu após as manifestações de Stonewall. Desde então em diversos países, inclusive no Brasil, o mês de junho é o mês em que a comunidade LGBTQIA+ celebra sua existência com orgulho de ser e existir. 

🌈 25/06 Estreia YouTube CCBJ 18h – TransVersos: Um papo sobre a cena trans de Fortaleza – Semana de Educação Musical

Tom Shelle: Tom Shelle Não binário Historiador, Músico, compositor e multinstrumentista. Vocal e guitarrista da banda Império do Efêmero. Começou a compor bandas em 2009 e já compôs diversos ritmos, dentre eles: axé, pop punk e gospel. 

Haile: 22 anos, músico cearense e ariano. Baixista da banda Império do Efêmero. Atuante da cena underground desde os 14 anos, apresentando-se em saraus e festivais de música no estado como Aliteração, Ensaios Aberto, Seattle Night, Terça do Malandro, Underground Sessions, Cidade da Gente, Festival MI, entre outros. 

Nik Hot: a primeira funkeira travesti do Ceará e fundadora da casa Transformar  

Stefany: Stefany Mendes, Travesti, periférica, / Artista Multi-linguagem, atuante nas artes visuais, cênicas, literatura e música. Também figurinista, produtora cultural, participa do Fórum Estadual LGBTQI+, é idealizadora/coordenadora do Coletivo LGBTQI+ “PoloTrans”. 

Henrique: Artista Trans Não Binário, Cantore, Compositore, Ativista LGBTQIAP+. Começou sua carreira no final do ano de 2018 quando lançou as músicas promocionais “Algum Lugar” e “ÍRIS”. Atualmente está ganhando visibilidade na cena autoral alencarina e recebendo reconhecimento da comunidade LGBTQIAP+. Seu primeiro álbum de estúdio já está disponível em todas as plataformas digitais “TRANSição”.

🌈 28/06 YouTube 16h – Artista em Pauta com Stefany Mendes @_stefany_mendes 

Mini Bio:  Stefany Mendes, Travesti, Artista Multi-linguagem atriz, cantora, compositora produtora cultural, figurinista. Idealizadora do coletivo Polo Trans no Conj.Ceara.

🌈 28/06 YouTube CCBJ 19h – NArTE apresenta “Bate papo com convidades sobre o dia do orgulho LGBTQIA+”

Dia 28 de junho é dia do orgulho LGBTQIA+, marco que se deu após as manifestações de Stonewall. Desde então em diversos países, inclusive no Brasil, o mês de junho é o mês em que a comunidade LGBTQIA+ celebra sua existência com orgulho de ser e existir. A data é muito importante para dar visibilidade às pautas de direitos igualitários, e no combate a lgbtqia+fobia. Para celebrar esse dia de luta e visibilidade, trazemos artistes da nossa cidade para um momento de festejo à vida daqueles que ainda resistem nessa sociedade patriarcal e dar voz a ancestralidades dessas corpas dissidentes. Neste dia comemorativo, o CCBJ por meio do Núcleo de Articulação Técnica e Especializada do CCBJ (NARTE) apresenta o bate-papo Orgulho LGBTQIA+, no Youtube CCBJ.

MEDIAÇÃO: Deyse, Educadora Social do Narte 


Deyse Mara: Formada em educação física, atua como arte educadora e educadora social. É vocalista e percussionista do grupo Tambores de Safo e co-fundadora do Bloco Cola Velcro. Compõs as músicas: “Passinho do lava-mão” (2020), “Tecendo negras liberdade” (2020), “É amor sem fronteira, assim eu vou” (2013). Protagonista e roteirista do filme “Tremor iê” (2019), atua e trabalha em outros projetos audiovisuais, principalmente através da coletiva de audiovisual “Molhadas Coletiva”. Convidada do Nóis de Teatro em seu novo processo de montagem: “Ama”, com previsão de estreia para 2021.

Alyne Ewelyn: Preta,Bissexual, Bióloga co-fundadora do coletivo Bisibilidade, Integrante das tambores de safo e da LBL- Liga Brasileira de Lésbicas (@alyneewelyn)

Ianca Agostinho: Preta, sapatão, integrante e co-fundadora do Bloco Cola Velcro e do coletivo Bócumê cultura alimentar.  (@___ianca)

Giordana Frapiccini: Pansexual; sapatão; pesquisadora da cultura alimentar no coletivo Bócumê; membra da comunidade Slow Food Ceara; integrante e produtora cultural no Bloco Cola Velcro;  assessora de projetos da Associação de Moradores do Novo Maracanau. (@giordanaf)

Moacir Mansor:  pedagogo, atualmente cursando psicologia, Educador Social por 20 anos, coordenador do Miss Gay Bom Jardim há 13 anos e morador do Bom Jardim a 46 anos.

Bruna Iozzi D’Furtado: Atual MISS GAY BOM JARDIM Cabeleireiro, maquiador dançarino, ator transformistas.

Tiê Rocha: negro, não binário, estudante de Ciências ambientais, integrante das Tambores de Safo e cofundador e integrante do bloco cola velcro.

🌈 29/06 Estreia Youtube CCBJ 19h – NARTE CONVIDA: Renato Hirco apresenta a videoperformance “Me empresta teu sapato vermelho?” 

Release: “Em 2019 emprestei meu sapato vermelho para um aluno preto, pobre e periférico dançar, e ele arrasou! Esse ano ele ia concluir o ensino médio, mas foi morto semana passada. A violência que persegue a nossa comunidade, persegue ele de uma outra forma, mas persegue. Ambos estamos calçando esse sapato vermelho! Ambos temos caminhos de morte em nossas trilhas! O que fazer? Ser resistência?”

A videoperformance nos lembra que no mês do orgulho LGBTQIA+ as reflexões ultrapassam a linha da felicidade. Ser educador nessa guerrilha cotidiana é se deparar com as diversas violências que se cruzam, é levar consigo a responsabilidade de calçar o outro com seus sapatos, chorar o choro do outro, estender o cuidado em busca de uma proteção coletiva que nos salve.

Renato Hirco é licenciado em Teatro pela Universidade Federal do Ceará. Professor de artes, Projeto de Vida e Teatro, na rede de ensino público e privado. Ator e cantor do espetáculo “Ainda Vivas”, “Vagabundos”, e diretor e ator do solo “Sophia”.

🌈 30/06 Youtube 18h – Artista em Pauta com Megh Coelho @geminimonia

Mini Bio: Megh Coelho, 20 anos, poeta nascida e criada no Grande Bom Jardim, militantes dos direitos humanos, brincante do Maracatu Nação Bom Jardim, Bolsista do Grupo Jovens Agentes de Paz (JAP), integrante da Coletiva Pretarau e articuladora de comunicação e mídia social do Coletivo Brincantes Sonoros.

🌈 30/06 Youtube 19h – QUARTA LIVRE – Stefany Mendes e Jô Costa apresentam a Vivência Poética “Transpassadas” @_stefany_mendes @camaleonica_jo

Sinopse:  Vivência poética que fala de corpos vindo de um lugar distante, lugar doente de agrotóxicos, venenos e violência. Almas encarceradas em corpos frágeis, mas bélicos, buscam transpassar a prisão da matéria através de um rito de comunhão com a arte. Transmutando-se em corpos gloriosos, unindo personagem e ator num sagrado e carnal. Toda a rua, as pessoas, que também estão aprisionados nesses corpos, são convidados a se libertar através do atrito de suas crenças e paradigmas, transgredindo o que seus sentidos torna real, finalmente tornando-se todos um só, consagrados em arte e separados pelo sistema. Transpassando em cores suas dores, alegrias, as profundas emoções, colorindo telas em branco, dialogando com o público de uma forma singela, direta!

A luta do povo LGBTQIA+ é constante. Ser LGBTQIA+ não é uma escolha. A LGBTFobia, é!

Compartilhar:

Categorias

Comentários

0 Comentários

  |   Deixe um comentário »

Deixe o seu comentário!