Logo do Centro Cultural Bom Jardim

CCBJ leva o carnaval para o 3º Festival de Arte e Cultura da Seas Ceará

01/03/2023

Levando um pouco da alegria, arte e contagiante do carnaval, o Centro Cultural Bom Jardim compôs o 3º Festival de Arte e Cultura. O Festival ocorreu no Centro Socioeducativo Dom Bosco – CSDB e foi promovido pela Assessoria de Arte, Cultura, Esporte e Lazer da Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo – SEAS, com apoio da Secretaria de Juventude de Fortaleza, por meio da Rede Cuca. O CCBJ compôs a programação do Festival realizando uma apresentação da Escola de Samba Império Ideal para o evento.

Durante o festival, jovens dos Centros Socioeducativos Dom Bosco, Canindezinho, Patativa do Assaré e Aldaci Barbosa Mota mostraram afinação na música (composições autorais) e belas poesias retratando os dias atuais. O artista Eduardo Africano foi o mestre de cerimônia do Festival. A participação no 3º Festival de Arte e Cultura também compôs a programação especial de carnaval do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ), equipamento da Secretaria da Cultura do Governo do Ceará (SECULT), gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar (IDM).

Fundada em 06 de fevereiro de 1949, nossa Escola de Samba Império Ideal é uma das mais antigas do Brasil e a mais longeva em atividade no Ceará. A escola traz, em forma de celebração, uma homenagem a várias personagens que contribuíram para o brilhantismo diferenciado dos garbosos e vitoriosos desfiles carnavalescos dessa entidade que, com todas as dificuldades e vicissitudes, insiste em cumprir a missão idealizada pelos irreverentes e festivos fundadores e integrantes da “Curriola da Turma do Camarão” que será relembrada pela nossa comissão de frente em sua indumentária, performance, carros alegóricos e brincantes.

A gestora da Ação Cultural do CCBJ, Fernanda Matias fala sobre a programação descentralizada do Centro e o acesso a outros públicos. “Para nós do CCBJ é muito importante essas ações de descentralização da programação  equipamento, garantindo acesso aos bens culturais e artísticos, sobretudo  para o público adolescente e jovem. Pois compreendemos a arte e cultura como ferramenta de superação das desigualdades”.

A Assessora de Arte, Cultura, Esporte e Lazer da SEAS, Savanya Shell comenta o impacto da ação para o público dos Centros Socioeducativos e como foi pensando o momento para estes jovens. “O Festival de Arte e Cultura foi uma breve apresentação dos talentos que existem nos Centros Socioeducativos de Fortaleza. As próximas edições terão como objetivo abranger o máximo de Centros Socioeducativos. A ideia se deu por meio do diálogo da direção do Centro Socioeducativo Dom Bosco e da Assessoria de Arte, Cultura, Esporte e Lazer da SEAS. Juntos construímos o cronograma de apresentações envolvendo adolescentes e jovens que estão se desenvolvendo nas aulas de arte e cultura dentro das Unidades Socioeducativas. 

Ela aponta que a iniciativa também contou a colaboração da Secretaria de Juventude de Fortaleza, por meio da Rede Cuca, e do Instituto Dragão do Mar, através do Centro Cultural Bom Jardim – CCBJ. “Sem essas parcerias, o Festival não teria a vivacidade neste dia tão importante. O Festival tem o objetivo de ter a arte como interrupção de violências e ser alternativa de mudança de perspectivas de mundo para adolescentes e jovens em privação de liberdade”, aponta. 

Compartilhar:

Notícias Relacionadas

Categorias

Comentários

0 Comentários

  |   Deixe um comentário »

Deixe o seu comentário!