Logo do Centro Cultural Bom Jardim

CCBJ APRESENTA PROFESSORES ORIENTADORES DO ESTÁGIO DO CURSO EXTENSIVO EM AUDIOVISUAL

01/03/2021

Esse ano, na supervisão de projetos audiovisuais executados pela turma do Curso Extensivo em Audiovisual, a gente conta com nomes INCRÍVEIS do audiovisual brasileiro. Tem até gente com produção na NETFLIX!!

O Curso Extensivo em Audiovisual da Escola de Cultura e Artes do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) está em sua fase final. Nela os alunos estão tendo oportunidade de trabalhar em projetos, podendo ser autorais ou obras audiovisuais que estão em realização na cidade de Fortaleza. Os(as) orientadores(as) de estágio desta turma são cineastas, roteiristas e diretores renomados no Brasil e no exterior, com filmes em andamento em plataformas de streaming como Netflix e participação e premiação em mostras internacionais.

A turma, que tem Clara Bastos como professora supervisora de estágio, conta com três outres professores(as) orientadores(as) de projetos: Lincoln Péricles, André Novais e Isac Bento. As orientações de projetos estão acontecendo durante todo o mês de março, através da plataforma Google Meet. A modalidade virtual, uma adaptação necessária devido a pandemia, permite pontes com artistas também de outros estados do Brasil com o nosso Grande Bom Jardim.

O CCBJ considera de grande importância a participação de nomes importantes do cinema brasileiro na construção e contribuição para sua primeira turma do curso de extensão em audiovisual. Os professores orientadores também são advindos de periferias em suas cidades e suas realizações elaboram história e inovação de linguagem para o cinema brasileiro em trajetórias cujo reconhecimento internacional já se dá em larga escala. A preparação dessa turma para a cena cearense de audiovisual torna-se completa e ganha um diferencial especial ao terem a oportunidade de serem guiados nos seus percursos de produção por quem traz experiência e estímulo afetivo e criativo.

Confira abaixo cada um dos nomes destaques do corpo docente CCBJ, em que os alunos e alunas do Curso Extensivo de Audiovisual do CCBJ terão a honra e felicidade de ter como professores orientadores, durante o processo de execução das suas obras audiovisuais:

Clara Bastos

Clara Bastos cursou Cinema e Audiovisual na Universidade Federal do Ceará (UFC) e é graduada em Direito pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Responsável pela Praia à Noite Produções e pela Trincheira Residência Artística, atua como produtora desde 2012, tendo feito a produção de vários seminários, mostras, exposições e filmes. 

No audiovisual, produziu séries, curtas e longas metragens, tais como “Lição de Esqui” (2013 – CE); “O Completo Estranho” (2014 – CE); “A Festa e os cães” (2015 – CE); “História de Uma Pena” (2015-CE);  “Vando Vulgo Vedita” (2017-CE);  “António Um Dois Três” (2017 – Brasil/Portugal); “Inferninho” (2018-CE); “Lana & Carol” (2018 – CE); “O Clube dos Canibais” (2019 – CE), “Pacarrete” (2019-CE), dentre outros. Em mostras e festivais, foi uma das responsáveis pela produção do Festival Internacional de Cinema – Farol (2015); Mostra Cinema em Transe (2016); Mostra Eddie Saeta (2016) e Mostra Hong Sang Soo – A Repetição da Vida (2019), todos no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Ainda, atua como Coordenadora e Produtora Executiva em projetos no campo de Residências Artísticas, Formação, Artes Visuais e Arte Sonora, sendo uma das responsáveis pelo programa de Residência Artística Latino-Americana Sala Vazia e da Escola Rural de Audiovisual Cinema no Brejo, realizados no Ceará, além de atuar na área de formação como professora e orientadora dos módulos de Produção, Produção Executiva no Centro Cultural Grande Bom Jardim (CCBJ) nos anos de 2018 e 2020.

Lincoln Péricles

Lincoln Péricles nasceu e mora no bairro do Capão Redondo, periferia de São Paulo. É diretor, roteirista, montador e educador, somando mais de doze anos trabalhando com filmes produzidos em sua quebrada, que circularam entre cineclubes e coletivos periféricos, banquinhas de camelô, becos e vielas, e eventualmente em festivais nacionais e internacionais. Em fevereiro de 2020 teve seu trabalho destacado pela Cahiers du Cinéma, considerada a maior publicação de cinema do mundo, que descreve sua obra como “Um cinema longe do imaginário ligado às favelas, que inventa sua própria forma, áspera e necessariamente imperfeita, entre intervenção e arquivo visual do bairro”.

O cineasta também dedica-se desde o início da sua trajetória à processos autônomos de educação em cinema, acreditando na independência e autonomia do audiovisual periférico em relação ao cinema colonial brasileiro; atualmente faz parte da organização da Escola Popular de Cinema do Capão Redondo, iniciativa em diálogo e gestação com coletivos e pessoas que fazem audiovisual nas periferias de São Paulo.

É membro dos coletivos de produção “Rango de Classe” e “ZICAA”; além de estar a frente da impulsionadora “Astúcia Filmes” e do “Ayni Studios”, estúdio de finalização de áudio para cineastas de quebrada; Atua como professor de basquete e orientador físico no projeto social “Basquete e Autonomia”, que realiza atividades e processos educativos com vista em aumentar a expectativa de vida e bem estar das pessoas que moram em favelas e periferias.

André Novais

André Novais Oliveira nasceu em Belo Horizonte e é morador da cidade de Contagem, Minas Gerais. Formado em História pela PUC-Minas, é diretor e roteirista. 

“Temporada”, último longa-metragem que dirigiu, teve estreia no 71º Festival de Locarno e ganhou o prêmio de Melhor Filme no 51º Festival de Cinema de Brasília. Dirigiu também o longa “Ela volta na quinta” e os curtas: “Fantasmas”, “Domingo”, “Rua Ataléia”, “Pouco mais de um mês” e “Quintal” (os dois últimos selecionados para Quinzena dos Realizadores em Cannes). 

Como roteirista, atualmente trabalha como profissional contratado em projetos de longa-metragem e realiza consultorias de roteiros. Foi tutor do Projeto Paradiso do Instituto Olga Rabinovich, jurado no 7º Laboratório de Roteiros do Porto Iracema das Artes (CE), da competitiva de roteiros de longa-metragem do FRAPA e do Festival Guiões. Junto com Gabriel Martins, Maurílio Martins e Thiago Macêdo Correia, é sócio da produtora mineira Filmes de Plástico, desde 2009. O longa “Temporada” está disponível na NETFLIX Brasil.

Isac Bento

Isac Bento é designer de figurino, desenvolve pesquisas na área da caracterização de cena, direção de arte e performance, assim como metodologia de desenvolvimento de figurino. 

Trabalhou como designer de figurino assinando os projetos de audiovisual nos curtas “Santa porque avalanche”, de Paula Trojane e Cacau de Ton Martins; no longa metragem “Inferninho”, de Pedro Diógenes e Guto Parente; no Telefilme “Baião de Dois”, de Alan Deberton e André Araújo; nos videoclipes “Estamos bem”, de Luiza Nobel; “Gozo”, de Jeffe; “Curva sinuosa”, de Jéssica Teixeira, com direção de Andreia Pires.  

Colaborou com projetos de figurino nos longas “Cabeça de nego”, de Déo Cardoso; “Última cidade”, de Victor Furtado e “Greta”, de Armando Praça. Ainda ministrou o módulo de orientação final dos trabalhos de conclusão dos cursos de audiovisual da escola Vila das artes em 2018.

Compartilhar:

Categorias

Comentários

0 Comentários

  |   Deixe um comentário »

Deixe o seu comentário!